terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Dexter 1x09 Review - "Papai sabe tudo"


COMO ASSIM? Doakes vai atrás de um rapaz do nada e o mata? Repassemos a história novamente: Batista está chorando o fim do casamento quando o Doakes pede para parar o carro, logo antes de ele sair para uma perseguição que acabaria com a morte de um haitiano. Barulho de duas armas é ouvido, quando Batista chega ao local vê Doakes aparentando alívio e o haitiano morto. Ao chegar na cena do crime, Dexter faz uma das coisas que faz de melhor, fez sua análise do sangue, e sua teoria não batia com a do Doakes, mesmo depois de o Dex rever seu relatório e o terminar oficialmente, sua história não muda, a posição que o Doakes dizia estar não condizia com a que o sangue mostrava. Batista estava junto na hora do assassinato, mas não presenciou nada, chegou instantes depois, e também não concorda com a história do Doakes, Batista acredita ter ouvido primeiro a arma do sargento, e não viu arma nenhuma com a vítima, mas ele quer estar errado, então pergunta ao Dex: "Ainda acha que a versão do Doakes está errada?", Dexter, como sempre, tem uma resposta categórica, que posteriormente viraria um clichê na boca dos fãs: "Blood never lies." - "O sangue nunca mente."
Essas histórias paralelas durante os episódios mostram que não é apenas o Dex que tem um lado 'negro', a tenente LaGuerta vai a fundo na história do haitiano e descobre que ele provavelmente fazia parte de um esquadrão da morte no Haiti, coisas que se encaixam no passado de Doakes, o que leva a entender que foi pessoal. A salvação foi uma ligação de algum departamento secreto de investigação com ordens diretas para que o caso fosse arquivado.
Este episódio foi mais concentrado, os laços estão se estreitando, os relacionamentos, se aprofundando. O outro foco do episódio foi sobre parte do passado de Dexter. Mas vamos voltar um pouco, a primeira cena é Dexter na cama com a Rita, ele passou a noite na casa dela, e se sente sem privacidade, ele parece não estar acostumado a dividir o chuveiro, é uma cena bem casalzinho mesmo, até a Astor e o Cody precisarem usar o banheiro, então ele fica mais pai-de-família. Enfim, funções com as quais Dexter parece ter de aprender a lidar para manter sua imagem.
Chegando no departamento de homicídios, Dexter recebe uma carta, um tipo de testamento. Joseph Drisco, suposto pai biológico de Dexter havia morrido e deixado uma casa em seu nome, o problema é: o todo idolatrado Harry havia dito que os pais de Dexter haviam morrido num trágico acidente! Pode não parecer muito uma mentira, mas para Dex e Deb, Harry era o padrão de conduta, um exemplo de perfeição, um ser além da concepção humana, um ídolo. Uma mentira colocaria em descrédito todos os ensinamentos dele.
Nosso serial killer então vai a Dade City para ver o que foi deixado a ele, a Rita vai junto. Eles só não esperavam a visita do ITK, digo, do Rudy e da Deb, que foram para ajudar. Detalhe para o que Rudy fala ao Dex: "I waited a long time to meet you" > "Eu esperei muito tempo para conhecê-lo." Cadê a máscara Dex? Rita percebe a falta de sentimentos dele, mas deduz que seja pelo choque de não conhecer o pai, só receber a notícia de que ele havia morrido.
Curiosidade profissional? Desconfiança em Harry? Sejá lá o que o estivesse motivando, Dexter estava fazendo uma investigação por conta própria. Mega destaque para o show que Dex deu no médico, que diagnosticou a morte como ataque cardíaco, possivelmente causado por algum motivo corriqueiro. Dex levanta muitas possibilidades e confronta o médico, que se sente levemente ofendido. Na conversa com o médico Dex se lembra de flashes de sua infância com o pai biológico, e começa a ligar algumas coisas. A cicatriz do começo do episódio é de um machucado de infância, Dex precisou de transfusão de sangue, e Harry recorreu ao seu pai biológico.
Numa conversa, sobre a possível causa de Joseph ser um fantasma até os 30 anos, sem histórico de nada, Rudy dá um palpite um tanto... psicopata:  "Talvez ele tenha massacrado sua família inteira".
Na hora de empacotar as coisas do falecido Joseph, Rudy coloca Slow Ride de Foghat, Dex sempre desajeitado, Deb louca, Rudy na dele, Rita se soltando... Até Paul ligar. Essa história com o Paul não vai pra frente nem melhora, os próximos episódios prometem.
Opa! Sedativo no exame do Joseph. Assassinato? Indo mais afundo na história, Dex só sabe de um homem da TV a cabo que visitou Joseph nos últimos dias, a vizinha da frente dá a descrição. Homem da TV a cabo, a descrição lembra alguém? Pois é, Rudy matou o pai de Dexter, e também sua vizinha, para que não houvesse perigo de ele ser descoberto.
Dex sai para um passeio noturno, vai ao necrotério procurar marca de agulha. Joseph foi cremato, e Dexter quase pego! Em sua fuga, Rudy o encontra e o ajuda a se desligar do seu pai, ele joga as cinzas na frente do boliche, em dedicação a seu pai.
Ao voltar para Miami, Rita recebe Paul em sua casa, ele está bêbado, mas Rita está 'vacinada', ela o leva para o quarto com o intuito de distraí-lo para não assustar as crianças, Paul então tenta estuprá-la, mas ela o acerta na cabeça.
Ao final do episódio Dexter chega a conclusão de que Rudy estava certo sobre não poder confiar totalmente em ninguém.
Pendências para os próximos episódios: Rudy e Dexter tiveram uma impressionante aproximação e Paul tem uma recaída em seu comportamento. Rudy e Dexter até que dariam uma boa dupla, não? Qual será a intenção do ITK?!

Por: @Gabrielbarros42

0 comentários:

Postar um comentário

CARREGANDO NOVO FORMULÁRIO DE COMENTÁRIOS. AGUARDE.... SE VOCÊ ESTIVER LENDO ISSO E A PÁGINA FOI TOTALMENTE CARREGADA, NÃO USE ESTE FORMULÁRIO PARA COMENTAR. APERTE F5 E AGUARDE O NOVO FORMULÁRIO CARREGAR